Rio de janeiro
Agenda Inovação Julho -   Agosto    -     Setembro   Avançar Voltar 2018 -   2019 Avançar
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • 01
  • 02
  • 03
  • 04
  • 05
  • 06
  • 07
  • 08
  • 09
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
  • 31
SENAI

Notícias

Evento traz novas tecnologias aplicadas na descoberta de medicamentos

Nos dias 26 e 27 de junho, o Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da USP, em São Paulo, em parceria com Drugs for Neglected Diseases initiative (DNDi), promove o workshop Tools and Platforms for Phenotypic Drug Discovery.

 

O evento reunirá expoentes nacionais e internacionais para abordar as principais tendências tecnológicas na descoberta de fármacos, como edição de genomas, imageamento por microscopia de alta resolução, phenotypic screening e big data, e suas aplicações nos estudos sobre doenças infecciosas (negligenciadas e vírus emergentes). Estudos na área de doenças crônicas não comunicáveis – neurodegenerativas e oncologia – também serão temas de discussão.

 

Entre os convidados, há alguns destaques: o professor da Universidade da Cidade do Cabo, na África do Sul e pesquisador do projeto The Human Cell Atlas, Musa Mhlanga; o coordenador de descoberta de fármacos do DNDi, na Suíça, Eric Chatelain; o diretor do Programa Antimicrobianos da Bioaster, na França, Gilles Courtemanche; o virologista do ICB, Paolo Zanotto; e o professor da Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF) da USP e especialista em técnicas de alta escala, Helder Nakaya.

 

A programação completa pode ser acessada no site. A inscrição é gratuita e deve ser realizada por meio do formulário on-line, disponível aqui. A confirmação de inscrição será comunicada pelo Comitê Organizador até o dia 22 de junho, por e-mail.

 

No dia 26 de junho, o evento será das 8 às 17 horas, e tem como foco pós-graduandos, professores universitários, pós-doutorandos e pesquisadores de instituição pública e privada. Todas as palestras serão realizadas inglês e sem tradução simultânea, no Auditório do Instituto de Estudos Avançados (IEA), localizado na Rua da Praça do Relógio, 109, na campus Cidade Universitária, em São Paulo.

 

No dia 27 de junho, das 8 às 12h30, haverá o treinamento Assay and Molecule Design. “Ao se inscrever para o workshop, os participantes podem manifestar interesse no treinamento. Serão 40 vagas voltadas, preferencialmente, a alunos de pós-graduação e pesquisadores que possam aplicar os conceitos e técnicas abordados em seus projetos de pesquisa”, explica a pesquisadora do ICB e especialista em phenotypic screening, Carolina Borsoi Moraes, também organizadora do evento.

 

O treinamento será oferecido no auditório do Centro de Facilidade para a Pesquisa (Cefap) da USP, localizado no prédio IV do ICB, na Av. Professor Lineu Prestes, 173, campus Cidade Universitária.

 

Ciência e Sociedade

Além da discussão sobre técnicas e ciência de alto impacto, o workshop Tools and Platforms for Phenotypic Drug Discovery aborda o aspecto social da ciência e os esforços para a formulação de tratamentos para doenças infecciosas que atingem populações economicamente desfavorecidas, como doença de Chagas, leishmaniose e dengue, também categorizadas como doenças negligenciadas.

 

Essas doenças afetam, principalmente, as populações que vivem em extrema pobreza e causam sofrimento, incapacidade permanente e morte. Segundo dados de 2017, publicados pela Organização das Nações Unidas (ONU), estima-se que de 700 mil a 1 milhão de novos casos de leishmaniose ocorram em todo o mundo anualmente, 70,2 milhões estão potencialmente em risco de adquirir doença de Chagas nas Américas e no Caribe e cerca de metade de toda a população mundial está sob risco de adquirir dengue.

 

Para reverter esse quadro, estratégias integradas entre a academia, setor público, empresas, entidades, como a ONU, e organizações não governamentais, como o Drug for Neglected Diseases initiative (DNDi), são necessárias e vêm sendo desenvolvidas.

 

“E cada vez mais temos a tecnologia como aliada para possibilitar que a ciência tenha impacto global e atenda rapidamente às necessidades da sociedade” ressalta o pesquisador colaborador do ICB e organizador do evento, Lucio Freitas.

 

Em maio, o especialista em Editoração de Genomas e Oncologia de Precisão e um destaques do workshop, Musa Mhlanga, participou do Encontro da Comissão das Nações Unidas para C&T, em Genebra, na Suíça. Cientistas, jornalistas científicos e

lideranças debateram sobre as rápidas transformações tecnológicas e seu papel no atendimento aos objetivos globais de sustentabilidade.

 

“É importante entender como a ciência e a tecnologia estão avançando hoje porque ambas estão revolucionando a maneira como entendemos as doenças e o comportamento humano. E os cientistas de todos os lugares devem estar preparados para desempenhar um papel neste processo, moldando o impacto dessas mudanças em nossas sociedades”, disse Mhlanga ao destacar o papel do cientista em seu pronunciamento.

 

O desenvolvimento de estudos na área de vírus emergentes também é uma preocupação global, como apontam as recomendações de pesquisa e desenvolvimento da Organização Mundial da Saúde (OMS), para 2018. Nas prioridades da entidade constam doenças como as do vírus ebola, síndrome respiratória coronavírus do Oriente Médio (Mers); síndrome respiratória aguda severa (Sars); infecção pelo vírus Nipah e pelo vírus zika.

 

Esse último, ficou bem conhecido entre os brasileiros, a partir da epidemia que o País enfrentou entre 2015 e 2016. “O Brasil mostrou para o mundo a consistência de nossa pesquisa em virologia. Foi devido ao investimento governamental a longo prazo

que grupos de pesquisadores do Brasil todo puderam se unir para entregar respostas rápidas e soluções à sociedade durante a epidemia de zika que deixou o mundo todo em alerta”, diz o pesquisador que também está entre os palestrantes do workshop.

 

“Com este evento esperamos trazer para a comunidade científica de São Paulo uma visão atualizada de ferramentas e tecnologias de última geração que podem e devem ser utilizadas para aumentar o impacto científico, tecnológico e social da pesquisa aqui realizada”, reitera Freitas.

 

Serviço

I Workshop Tools and Platforms for Phenotypic Drug – 26 e 27 de junho

Inscrições gratuitas por meio do formulário on-line

Programação no site

Horário: 26 de junho (8h às 17 horas) e 27 de junho (9h às 12h30)

Local: Dia 26 de junho (Auditório do Instituto de Estudos Avançados (IEA) – Rua da Praça do Relógio, 109, Cidade Universitária, São Paulo) e dia 27 de junho (Auditório do Centro de Facilidade para a Pesquisa (Cefap) da USP – Av. Professor Lineu Prestes, 1.730, edifício ICB IV, Cidade Universitária, São Paulo).

Organização: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da USP

Apoio: GE Healthcare, Sinapse Biotecnologia, Labware, Corning, BIOTECHrp, Branco Comunicação

Evento realizado em inglês, sem tradução simultânea

Mais informações: luciofreitas@usp.br

 

 

 

(Fonte: Jornal da USP – 20/06/2018)

Destaques

Livro Branco da Inovação Tecnológica

Instituições Associadas

ABIFINA
ABIMO
ABINEE
ABIQUIM
ALANAC
FIEMG
IPD FARMA
SEBRAE