Rio de janeiro
Agenda Inovação Outubro -   Novembro    -     Dezembro Voltar 2019 -   2020 Avançar
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • 01
  • 02
  • 03
  • 04
  • 05
  • 06
  • 07
  • 08
  • 09
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
  • 31
SENAI

Notícias

Soluções tecnológicas para micro e pequenas empresas

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, no Estado de São Paulo (Sebrae-SP), se reuniu com o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) no dia 23 de junho para discutir soluções integradas para micro e pequenas empresas (MPEs) que, segundo o Sebrae-SP, já respondem por 98% das empresas no Brasil. O evento foi realizado pelo Sebrae e o IPT, com apoio da Secretaria de Desenvolvimento do Governo do Estado de São Paulo.

 

Atualmente, a parceria IPT-Sebrae (SEBRAEtec) envolve o Programa de Apoio Tecnológico à Exportação (Progex), o atendimento in loco realizado pelo Programa de Unidades Móveis (Prumo), além de atividades de diagnóstico, suporte, oficinas. Até hoje, 1536 atendimentos foram concluídos nessa parceria, sendo o Prumo responsável por 65% deles. "E tem capacidade para dobrar", disse Mari Katayama, diretora do Núcleo de Atendimento à Micro e Pequena Empresa do IPT. Em segundo lugar, com 19%, está o suporte tecnológico. "Queremos fortalecer essa relação e crescer ainda mais em conjunto com o Sebrae", disse Mari.

 

A questão ambiental também se aplica às MPEs. Apesar de não ser prioritária entre as empresas desse porte, a gestão ambiental é um ponto importante, por exemplo, para aquelas que desejam atingir o mercado externo e na hora de fazer o licenciamento, como apontou o pesquisador Marcelo Soares, do Centro de Tecnologias Ambientais e Energéticas (Cetae) do IPT. Nesse sentido, o instituto tem competência técnica em áreas como análise e diagnóstico, mitigação de impactos e adaptação de processos, desde o planejamento até a desmobilização da indústria. "Tecnologia ambiental requer recursos tecnológicos em P&D, e difusão, ponto em que o Sebrae é muito importante", apontou Soares.

 

O estudo sobre indicação geográfica como fator de valoração do produto, realizado pela equipe da Diretoria de Política Industrial e Tecnológica do IPT, apresentado no evento por Mariana Zanatta, indica um novo foco de atuação para Sebrae e IPT para fortalecer áreas de produção tradicional no País, como os vinhos do Vale dos Vinhedos e a cachaça de Paraty.

 

A rodada de sessões técnicas entre integrantes do IPT e do Sebrae, após o evento, foi o momento para aproximar as instituições, consolidar parcerias já existentes e desenhar novas oportunidades de atuação. Foram contempladas as áreas de madeira e móveis, couro e calçados, tratamento de superfícies, cerâmica, plástico e borracha, confecções, e o Progex. "Foi mapeada toda a demanda e oferta de serviços. Tentamos identificar nichos em áreas de interesse e outras soluções, como em ensaios e desenvolvimento", diz Mari, do IPT.

 

Paulo Eduardo Arruda, diretor técnico do Sebrae-SP, ressaltou a importância do encontro para discutir o que vem sendo feito, novos focos de atuação e as visões de longo prazo. Para Arruda, é necessário haver uma verdadeira aproximação entre as duas instituições, que, juntas, combinam gestão empresarial e tecnologia. "Com a competência técnica do IPT e do Sebrae, podemos desenhar soluções para a sociedade e gerar renda e desenvolvimento", disse Arruda.

 

Competitividade é um dos focos estratégicos do Sebrae, apresentado por Joaquim Xavier, gerente da Unidade Organizacional de Desenvolvimento Territorial. Promoção da cultura de cooperação; fortalecimento da governança; inovação; melhoria do processo produtivo; capacidade em gestão empresarial; acesso a mercados e questões ligadas a meio ambiente também fazem parte da estratégia para as MPEs.

 

 

(Fonte: IPT - 24/06/2008)

 

 

 

 

Mais notícias de apoio técnico à inovação 

Instituições Associadas

ABIFINA
ABIMO
ABINEE
ABIQUIM
ALANAC
FIEMG
IPD FARMA
SEBRAE