Rio de janeiro
Agenda Inovação Abril -   Maio    -     Junho   Avançar Voltar 2019 -   2020 Avançar
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • 01
  • 02
  • 03
  • 04
  • 05
  • 06
  • 07
  • 08
  • 09
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
SENAI

Notícias

Sebrae apóia projetos de inovação por meio de chamadas públicas

Levar tecnologias de baixo custo para o campo, promover o desenvolvimento de iniciativas de comércio justo e solidário e apoiar incubadoras das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do País. Esses são os objetivos principais das três chamadas públicas do Sebrae Nacional, já em curso, para seleção de projetos que necessitem de apoio técnico e financeiro.

 

A Chamada 01/2008, lançada em abril, integra o Projeto de Promoção de Empreendimentos Inovadores. O Sebrae Nacional disponibiliza, por meio de sua Unidade de Acesso à Inovação e Tecnologia (UAIT), R$ 3,6 milhões para atender até 30 propostas. O gerente da UAIT, Paulo Alvim, explica que os projetos apresentados deverão contemplar o atendimento a novas empresas incubadas. "Serão projetos ligados a esse atendimento no que diz respeito a questões de desenvolvimento empresarial, melhoria de gestão, acesso a mercado, a tecnologia e inovação, além de acesso a serviços financeiros", ressalta Alvim.

Podem apresentar propostas entidades públicas ou privadas sem fins lucrativos, que possuam incubadoras de empresas em operação há pelo menos um ano e que possuam, no mínimo, três empresas incubadas. Essas entidades devem ser atuantes nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Cada proposta pode conter recursos de até R$ 120 mil, para um período de execução de dois anos, sendo que o valor do Sebrae deve representar no máximo 60%.

"Somente serão apoiadas ações voltadas para o apoio e capacitação de novas empresas incubadas e que signifiquem duplicar, em um ano, o número de empresas em cada incubadora", explica Paulo Alvim. As solicitações de apoio devem atender aos objetivos de acelerar a consolidação das empresas, estimular a interação entre empresas incubadas com o setor empresarial local, divulgar as empresas e seus produtos. Além de assessorar as empresas na definição de estratégias competitivas eficazes, contribuir para o desenvolvimento regional e para a geração de emprego e renda.

As propostas devem ser enviadas ao Sebrae até as 18h do dia 31 de maio, em disquete e uma via impressa. O resultado da seleção será divulgado no dia 24 de setembro. O edital pode ser encontrado no site do Sebrae Nacional, no menu Chamadas de Projetos Sebrae.

Tecnologias sociais


Levar para o campo tecnologias de baixo custo e que contribuam para melhorar as condições de competitividade e sustentabilidade é o objetivo da Chamada 02/2008 para selecionar propostas de apoio a projetos de difusão de tecnologias sociais de interesse de micro e pequenos empreendimentos e de produtores rurais.

São R$ 3 milhões não-reembolsáveis que estarão disponíveis para propostas que se enquadrem nos temas: utilização de bioenergia, produção com aproveitamento sustentável de resíduos, cultivos agroecológicos e aproveitamento sustentável de produtos da floresta.

As propostas devem ser enviadas por meio eletrônico até o dia 30 de maio. E devem conter solicitação de apoio financeiro de, no máximo, R$ 100 mil, sendo a participação do Sebrae limitada a 70% do valor proposto. O prazo para execução de cada proposta contratada será de até 18 meses.

A entidade proponente poderá ser uma instituição científica ou tecnológica pública ou privada sem fins lucrativos, ou ainda uma organização não-governamental sem fins lucrativos. Cada entidade só poderá apresentar uma proposta por unidade da federação.

Além disso, os projetos deverão contar, necessariamente, com a participação de, no mínimo, uma entidade parceira (associação de produtores rurais, sindicato ou cooperativa agropecuária ou agroindústria de micro e pequeno porte). Essa entidade participará dos projetos sob a coordenação da entidade proponente.

Os recursos financeiros concedidos serão aplicados na proporção de, no mínimo, 70% nos estados das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, e, no mínimo, 30% nos estados das regiões Sudeste e Sul.

O gerente Paulo Alvim explica que é importante que as entidades proponentes dediquem atenção especial aos itens pedidos no edital. "É fundamental que as entidades enviem propostas adequadas aos requisitos do edital e que redijam bem os seus projetos para que ganhem pontos na avaliação de mérito", destaca.

Segundo ele, os projetos ganharão pontos por sua relevância estratégica, pelos benefícios para a sociedade, pela interação com os produtores ou empresas. Haverá também ponto para a competência e experiência prévia da equipe executora na área de difusão de tecnologia e para o modelo de gestão do projeto.

O gerente da Unidade de Agronegócios do Sebrae Nacional, Juarez de Paula, destaca que com essa ação o Sebrae vem somar esforços. "O Sebrae é um dos fundadores e mantenedores da Rede de Tecnologia Social (RTS), cuja missão é difundir tecnologias de baixo custo, de fácil reaplicação, que contribuam para promover inclusão social e melhoria de qualidade de vida. O Sebrae, ao lançar esse edital, se soma ao esforço de ampliar a escala de utilização dessas tecnologias", ressalta.

O resultado da seleção será divulgado no dia 30 de junho. O edital pode ser encontrado no site do Sebrae Nacional, no menu Chamadas de Projetos Sebrae.

Comércio Justo

Outra chamada pública visa ao desenvolvimento de iniciativas de comércio justo e solidário. As propostas podem ser enviadas por meio eletrônico até o dia 30 de maio. Podem concorrer instituições públicas ou privadas sem fins lucrativos ou ainda organizações não-governamentais. As participantes devem contar com a presença de, no mínimo, uma entidade parceira que mediará os projetos. Essa entidade poderá ser uma associação, sindicato ou cooperativa de micro e pequenos empreendimentos ou de produtores do meio rural.

As propostas devem conter solicitação de apoio financeiro de, no máximo, R$ 200 mil, e cada instituição proponente só poderá apresentar uma proposta por unidade da federação. O total de recursos concedidos às entidades contratadas será de R$ 8 milhões, sendo que 70% deste total serão destinados a projetos desenvolvidos nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Entre os critérios para análise das propostas estão modelo de gestão do projeto; relevância estratégica para o desenvolvimento social, ambiental e econômico do território; planejamento de estratégias de marketing; experiência da equipe executora na área de comércio justo e solidário; e adequação do cronograma à qualidade dos indicadores de progresso técnico e resultados do acordo.

Para orientação na elaboração dos projetos serão considerados os conceitos fundamentados pelo Termo de Referência Sebrae de Comércio Justo, disponível na Biblioteca On-Line do portal do Sebrae. A contratação dos projetos aprovados será feita a partir de junho.

As propostas deverão ser preenchidas em formulário específico para o edital, disponível no site do Sebrae. Além da inscrição via internet, os candidatos deverão enviar uma cópia impressa da proposta, assinada pelos representantes legais das organizações e pelo coordenador do projeto, para comprovação dos compromissos estabelecidos.

Também poderão ser anexados outros documentos e informações considerados relevantes para análise da proposta. As cópias impressas deverão ser enviadas até o dia 2 de junho para o endereço SEPN Quadra 515, Bloco C, Loja 32 - CEP 70.770-900 - Brasília - DF.

 

 

(Fonte: Agência Sebrae de Notícias - 26/05/2008)

 

 

 

Mais notícias de apoio técnico à inovação 

Instituições Associadas

ABIFINA
ABIMO
ABINEE
ABIQUIM
ALANAC
FIEMG
IPD FARMA
SEBRAE