Rio de janeiro
Agenda Inovação Outubro -   Novembro    -     Dezembro Voltar 2018 -   2019 Avançar
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • 01
  • 02
  • 03
  • 04
  • 05
  • 06
  • 07
  • 08
  • 09
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
  • 31
RETS

Notícias - RETS

Indústria agroquímica busca proteger apicultura

O Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Vegetal (Sindiveg) está buscando várias alternativas que visam proteger a apicultura dos possíveis efeitos negativos da aplicação de agroquímicos. Uma delas é o um programa Intitulado “Colmeia Viva que é corrdenado pelo Sindiveg e foi assinado por 15 empresas do setor que têm planos e metas para a questão até 2020.

 

De acordo com Paula Arigoni, liderança da Colmeia Viva dentro do Sindiveg, uma das iniciativas do programa que vem se destacando é um aplicativo de celular que permite a troca de informações entre agricultores e apicultores. Ela explica que a tecnologia permite um manejo integrado das produções para que ninguém tenha prejuízos.

 

“A gente verificou que a questão da comunicação entre agricultores e apicultores é um ponto importante para ser melhor desenvolvido. O aplicativo identifica áreas de sobreposição da área de voo das abelhas e de aplicação de defensivos, então ele facilita o reconhecimento dessas áreas e ele permite o diálogo entre os produtores”, explica.

 

Segundo ela o aplicativo vai trazer uma troca mútua entre ambos os produtores, já que, ao mesmo tempo em que o apicultor não vai perder as abelhas por consequência dos defensivos, o agricultor poderá ter sua plantação beneficiada pela polinização. Nesse cenário será possível combinar hora de aplicação e de voo das abelhas e até disposição das colmeias nas terras do apicultor.

 

“Como prática, [vamos] olhar as melhores técnicas amigáveis para as abelhas, relacionadas à aplicação de defensivos, olhar as medidas de proteção dos apiários e uma localização segura. Se o cultivo for dependente, tomaremos medidas de manejo agrícola para atrair as abelhas nos momentos certos para as lavouras”, conclui.

 

 

 

(Fonte: Agrolink – 14/08/2018)

Destaques

Livro Branco da Inovação Tecnológica

Instituições Associadas

ABIFINA
ABIMO
ABINEE
ABIQUIM
ALANAC
FIEMG
IPD FARMA
SEBRAE