Rio de janeiro
Agenda Inovação Agosto -   Setembro    -     Outubro   Avançar Voltar 2019 -   2020 Avançar
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • 01
  • 02
  • 03
  • 04
  • 05
  • 06
  • 07
  • 08
  • 09
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
  • 31
Patentes

Notícias

BID poderá financiar cooperação na América do Sul

O presidente do INPI, Jorge Ávila, defendeu, em encontro com representantes de escritórios congêneres na América Latina, a criação de uma plataforma comum de sistemas e bancos de dados e a cooperação em procedimentos de exame. O projeto, que poderá ser financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), foi discutido durante o Encontro sobre a integração da Propriedade Industrial nas Políticas de Desenvolvimento Econômico e Social no Âmbito dos Países da América do Sul, realizado em Buenos Aires, nos dias 7 e 8 de agosto.

 

O evento é um desdobramento de reuniões realizadas em junho deste ano, na sede do INPI brasileiro, das quais  participaram representantes da Argentina, Uruguai, Paraguai, Peru, Chile e do BID. No encontro ocorrido na Argentina, juntaram-se ao grupo representantes do Suriname, Colômbia e Equador. Foi enfatizada pelo INPI a necessidade dos escritórios sul-americanos trabalharem para ampliar o acesso ao sistema de propriedade industrial dos cidadãos dos países da região.

 

Para proporcionar maior participação, a estratégia dos países sul-americanos tem sido a de intensificar, de maneira isolada, a informatização e a contratação e treinamento de examinadores. A eficácia de tais medidas, no entanto, fica comprometida em função dos custos elevados e dos prazos demasiadamente longos para se alcançar este objetivo.

 

Neste sentido, seria mais producente, no entender de Jorge Ávila, a criação de plataformas comuns de sistemas e bancos de dados a ser compartilhada por todos os escritórios que participassem do projeto. Em paralelo, a efetiva cooperação em procedimentos de exame, agregando distintos esforços, reforçaria o caráter de unidade entre os países da região.

 

 

(Fonte: INPI - 12/08/2008)


Notícias Relacionadas

Uma lei de propriedade intelectual para os emergentes
Países em desenvolvimento querem que órgão de patentes seja dirigido por representante do grupo, a fim de defender seus objetivos, como maior flexibilidade das regras de proteção


INPI: O gargalo para se obter patentes no Brasil
Em novos modelos de negócios, micro empresa pode fazer parceria, com a devida precaução jurídica, com companhias de maior porte, já que registro é caro e demorado


Outras notícias de inovação e patentes

Instituições Associadas

ABIFINA
ABIMO
ABINEE
ABIQUIM
ALANAC
FIEMG
IPD FARMA
SEBRAE