Rio de janeiro
Agenda Inovação Abril -   Maio    -     Junho   Avançar Voltar 2019 -   2020 Avançar
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • 01
  • 02
  • 03
  • 04
  • 05
  • 06
  • 07
  • 08
  • 09
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
Fármacos e Medicamentos

Notícias

Anvisa aprova novo biossimilar no mercado

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o primeiro medicamento rituximabe biossimilar para todas as indicações do biológico de referência, o MabThera®. Trata-se de um anticorpo monoclonal indicado para tratamento de linfoma não-Hodgkin (linfoma folicular e linfoma difuso de grandes células B) e leucemia linfocítica crônica, e também para doenças imunológicas, como artrite reumatoide, granulomatose com poliangiite e poliangiite microscópica. Registrado no Brasil como Riximyo®, será comercializado pela Sandoz, divisão da Novartis e líder global em biossimilares, com previsão de chegada ao mercado em no segundo semestre de 2019.

 

Anticorpos monoclonais são medicamentos biológicos produzidos em laboratório a partir de células vivas. Eles são usados frequentemente para o tratamento de doenças graves, como o linfoma. A molécula age por meio de sua ligação com proteínas-alvo, permitindo assim um tratamento direcionado para a enfermidade.

 

O diretor de especialidades da Sandoz, Fabio Antoneli, explica como a aprovação de medicamentos biossimilares pode facilitar e ampliar o acesso a tratamentos de doenças graves. “Os custos de produção de medicamentos biológicos são elevados. Para o paciente, o desenvolvimento de biossimiliares é uma oportunidade de obter um medicamento de qualidade por um valor reduzido. Desse mesmo modo, sistemas de saúde sobrecarregados podem realocar recursos para outras prioridades e atender mais pessoas”, afirma.

 

Sandoz posta no mercado de biossimilares

Pioneira no desenvolvimento e em pesquisas clínicas de medicamentos biossimilares, a Sandoz iniciou o estudo clínico global de fase III em linfoma folicular para aprovação de Riximyo® em dezembro de 2011, selecionando o Brasil como país participante. Em 2019, a companhia seguirá com foco no crescimento sustentável, potencializando as oportunidades do negócio, buscando melhorias e a excelência operacional e, principalmente, expandindo estrategicamente seu portfólio de biossimilares e genéricos.

 

Atualmente, a empresa conta com um portfólio de 90 moléculas e 254 apresentações. Para os próximos cinco anos, a expectativa da Sandoz é lançar 42 produtos, sendo 38 genéricos e 4 biossimilares no Brasil.

 

Entenda o que é o bissiomilar

 

A complexidade inerente de uma molécula biológica não permite uma reprodução idêntica, tal qual acontece com os genéricos em relação aos medicamentos de referência. O biossimilar é construído a partir dos medicamentos biológicos de referência de maneira a corresponder a este, do ponto de vista estrutural, funcional, pré-clínico e clínico, em termos de segurança, eficácia e qualidade.

 

Além disso, é mais acessível à população, uma vez que segue o mesmo princípio de comercialização após a perda de patente do medicamento de marca original.Os biossimilares necessitam de um processo de desenvolvimento e pesquisa clínica por comparabilidade que garante sua qualidade, eficácia e segurança, além de aprovação por vias regulatórias rigorosas. Nesses processos, é necessário demonstrar que a estrutura molecular e a atividade biológica do biossimilar são equivalentes às do medicamento de referência, e que eventuais diferenças não têm impacto clínico em eficácia e segurança.

 

 

 

(Fonte: Guia da Farmácia - 10/04/19)

Instituições Associadas

ABIFINA
ABIMO
ABINEE
ABIQUIM
ALANAC
FIEMG
IPD FARMA
SEBRAE