Rio de janeiro
Agenda Inovação Junho -   Julho    -     Agosto   Avançar Voltar 2019 -   2020 Avançar
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • 01
  • 02
  • 03
  • 04
  • 05
  • 06
  • 07
  • 08
  • 09
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
Políticas Públicas e Economia

Notícias - Políticas Públicas e Economia

Apenas um membro da OMC trocou seu status para economia desenvolvida

Até hoje apenas um membro da Organização Mundial do Comércio trocou seu status de economia em desenvolvimento para desenvolvida. Foi Taipé Chinês, mais conhecida como Taiwan. A decisão é recente, foi anunciada em setembro. A intenção do governo local era se diferenciar da China continental. Foi um movimento diplomático. A região não é considerada um país em algumas organizações, mas sim parte do território chinês. Já o Brasil pode ser o segundo país a mudar seu status na OMC de economia em desenvolvimento para desenvolvida.

 

A troca seria uma condição para ganhar o apoio dos EUA na pretensão brasileira de entrar na OCDE, a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico. A mudança traria efeitos práticos. Países em desenvolvimento têm mais tempo para se adequar a regras, que às vezes são mais brandas. A OMC limita o subsídio à agricultura em 5% da produção no país desenvolvido; nas economias em desenvolvimento, o limite sobe para 10%. A troca do status, portanto, traria custos. Os acordos do clima também exigem compromissos mais duros dos países desenvolvidos.

 

O fato de que, até hoje, só um membro em desenvolvimento da OMC trocou seu status é mais um indício de que a mudança não é vantajosa.

 

 

 

(Fonte: Globo Online - 20/03/19)

Instituições Associadas

ABIFINA
ABIMO
ABINEE
ABIQUIM
ALANAC
FIEMG
IPD FARMA
SEBRAE