Rio de janeiro
Agenda Inovação Abril -   Maio    -     Junho   Avançar Voltar 2019 -   2020 Avançar
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • 01
  • 02
  • 03
  • 04
  • 05
  • 06
  • 07
  • 08
  • 09
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
Fármacos e Medicamentos

Notícias

Cade mantém suspensão sobre a venda da Medley

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) do Ministério da Justiça manteve, na última quarta-feira (24/06), a suspensão da compra da Medley pela Sanofi-Aventis. A suspensão foi determinada dia 4 de junho pelo relator do processo, conselheiro César Mattos, atendendo a um pedido das secretarias de Acompanhamento e de Direito Econômico dos ministérios da Fazenda e da Justiça. O objetivo foi o de preservar as estruturas das empresas para que a aquisição possa ser revertida, caso o Cade conclua que ela é prejudicial à concorrência.

 

Desde aquela data, Mattos iniciou negociações com as empresas para que as condições da suspensão do negócio fossem acordadas. Mas, na quarta-feira, o conselheiro revelou que não foi possível chegar a um acordo. "Eu esperava outro desfecho para essa negociação."

 

O relator afirmou que a grande preocupação está no fato de as empresas farmacêuticas negociarem os seus produtos em bloco. "É o chamado efeito portfólio", descreveu Mattos. "Esse efeito e a participação elevada em diversas categorias terapêuticas podem criar poder de mercado", advertiu.

 

Como o Cade não conseguiu chegar a um consenso com as empresas quanto à separação delas até a decisão final, optou-se pela suspensão. Com isso, as empresas estão proibidas de fazer alterações societárias. As marcas e ativos devem ser mantidos e as estruturas administrativas não podem ser unidas. Também terão de preservar as sistemáticas de comercialização. A Sanofi não poderá fechar ou desativar empresas da Medley e demitir funcionários ou transferi-los entre as companhias.

 

 

(Fonte: Valor Econômico - 25/06/2009)

 

 

Notícias relacionadas

 

Cade "congela" venda da Medley para Sanofi-Aventis
Conselho decide que empresas não podem adotar ações irreversíveis, como demissões ou retirada de marcas do mercado. Fusão poderia levar a forte concentração no mercado farmacêutico

 

Sanofi-Aventis acerta a compra do laboratório Medley
Grupo farmacêutico francês divulgou sua intenção em comprar o laboratório brasileiro, que enfrenta uma crise desde o início do ano passado. Operação é avaliada em R$ 1,5 bilhão

 

Aquisição da Medley diversifica produtos da Sanofi-Aventis
Empresa francesa, que concentrava forças nos medicamentos de referência, com a compra do laboratório brasileiro ampliou o percentual de genéricos a quase metade de seu portfólio

 

Outras notícias de inovação em fármacos

Instituições Associadas

ABIFINA
ABIMO
ABINEE
ABIQUIM
ALANAC
FIEMG
IPD FARMA
SEBRAE