Rio de janeiro
Agenda Inovação Junho -   Julho    -     Agosto   Avançar Voltar 2019 -   2020 Avançar
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • 01
  • 02
  • 03
  • 04
  • 05
  • 06
  • 07
  • 08
  • 09
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
Apoio Financeiro e Editais

Notícias

Finep divulga resultados do edital de subvenção à inovação

Pela primeira vez desde 2006 - ano do primeiro edital nacional de Subvenção Econômica -  a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep/MCT) aprovou a totalidade do orçamento previsto no edital de 2008. São R$ 450 milhões em recursos não-reembolsáveis para apoiar 209 projetos em seis áreas estratégicas - Tecnologias da Informação e Comunicação, Saúde, Programas Estratégicos, Desenvolvimento Social, Biotecnologia e Energia. Desse total, 70% vão para micro e pequenas empresas com faturamento até R$ 10,5 milhões. A agência já está finalizando o novo edital da subvenção econômica 2009 e pretende lançá-lo ainda este ano.

Todas as empresas que não foram contempladas receberão por escrito, no próprio formulário de inscrição, o motivo do indeferimento do projeto. Quem discordar do resultado, terá ainda um prazo de uma semana, ou seja, até o dia 6 de novembro, para apresentação dos recursos. "O recurso, por escrito, deve chegar à Finep até o dia 6 de novembro, em envelope dirigido à Coordenação Geral da Subvenção 2008 (Praia do Flamengo, 200, 7º andar, Flamengo, Rio de Janeiro, CEP 22210-030). A partir daí, a Finep vai analisar a documentação e divulgar o resultado final no prazo de uma semana.

O edital de 2008 recebeu ao todo 2.664 propostas, das quais 825 foram selecionadas na fase de pré-qualificação. "Em comparação aos editais anteriores, o que percebemos este ano é uma melhora significativa no nível de qualificação dos projetos", disse o diretor de Inovação da instituição, Eduardo Costa. Segundo o diretor de tecnologia da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), Nelson Freire, há necessidade de maior avaliação por parte da agência da viabilidade econômica dos projetos. "Não estamos vendo medição nenhuma da eficácia desse dinheiro. Não sabemos o que aconteceu com os projetos contemplados em 2006. Ninguém sabe se foram bons ou ruins, não temos a menor medida. Os projetos só fazem sentido se houver retorno econômico", disse, durante o painel de avaliação sobre subvenção e incentivos fiscais, em setembro, no VII Encontro Nacional da Inovação Tecnológica (Enitec).

 

O superintendente da Área de Inovação para a Competitividade Empresarial da Finep, Luiz Coelho Lopes, alertou, durante o mesmo evento, para a existência de projetos apresentados à agência que não são propostas de empresas. "São pesquisadores usando CNPJ laranja, que estão fazendo a mesma coisa que fazem na universidade e se utilizando das pequenas empresas para apresentar seus projetos acadêmicos", disse o superintendente.

Para o diretor geral da Sociedade Brasileira Pró-Inovação Tecnológica (Protec), Roberto Nicolsky, é imprescindível verificar, entre as empresas selecionadas, a viabilidade de produção e comercialização da inovação pretendida, para garantir a eficácia da aplicação dos recursos. "Espera-se que os futuros editais desclassifiquem os projetos que não comprovarem competência industrial e comercial para o produto, e não aceitem projetos que não possam ser concluídos no prazo do apoio do edital. E que as prioridades, em vez de tópicos restritos, sejam a viabilidade industrial e comercial, o menor prazo para chegar ao mercado e o maior impacto econômico para a empresa", ressaltou Nicolsky.


Clique aqui para baixar a lista de projetos selecionados


(Fonte: Finep e Notícias Protec - 31/10/2008)

 

 

 

Mais notícias sobre recursos à inovação

Instituições Associadas

ABIFINA
ABIMO
ABINEE
ABIQUIM
ALANAC
FIEMG
IPD FARMA
SEBRAE